O lamento dos inocentes

É velha a história! Os homens desenvolvem a ciência, criam novos e novíssimas invenções, porém, permanecem cada vez mais como brutos animais, sem amor à vida, sem respeito à vida, e vão aprovando sempre mais aberrações para cada dia mais fugirem do real para viverem nos sonhos e nas quimeras carnais.

“Em Ramá se ouviu uma voz, choro e grandes lamentos: é Raquel a chorar seus filhos; não quer consolação, porque já não existem”! (Jer 31,15; Mt 2,18). O profeta Jeremias profetizou a matança dos inocentes feita pelo rei Herodes que, procurando Jesus recém-nascido para matá-lo, não o encontrando, mandou matar todas as crianças abaixo de 2 anos. Pobre rei, tinha medo de perder o seu trono. Passaram-se mais de dois mil anos e multiplicam-se os Herodes e as Herodíades nos hospitais clandestinos, nos hospitais de convênios ou públicos, nas clínicas particulares abortivas e nos ventres das mães pobres que se tornam cemitérios vivos, humanos e que fornecem matérias para fábricas de cosméticos enriquecidas com os destroços de vítimas anônimas e silenciosas, imoladas sem piedade por pessoas inescrupulosas, que depois penam duramente quando se corroem de remorsos.

Acorda Brasil, porque no seu solo são feitos diariamente sacrifícios humanos como oferendas a satanás e ídolos.

Acorda Brasil, porque dormes eternamente em berço esplêndido, enquanto descem ao limbo milhares e milhões de almas inocentes, sacrificadas por mãos assassinas de mães, parteiras e médicos desnaturados.

Acorda Brasil, porque seu solo foi consagrado na Bahia, pela primeira Missa ali celebrada por Frei Henrique de Coimbra. Não manchemos mais nossa história. Preservemos a vida! Amemos a vida! É melhor educar do que matar. Eduquemos para a vida e não para a morte. A verdadeira liberdade não é o uso libertino da sexualidade, mas a livre escolha de sermos homens e mulheres que amam a vida, e por isso a protegem, a preservam do mal, das doenças venéreas e da promiscuidade.

Nao é preciso chegar ao erotismo para ser homem ou mulher sadia. Pelo contrário, é o erotismo que degenera o ser humano e gera cada vez mais, pessoas doentes e desequilibradas. Salvemos nossa geração de crianças, adolescentes e jovens. Não injetem nelas o veneno da sexualidade desenfreada. Vivamos uma vida sadia e salvemos a mente e o corpo humano.

“Mens sana in corpore sano”. Uma mente sadia num corpo são, sadio, e assim salvaremos com Jesus a obra de Deus Pai Criador: o homem imagem e semelhança de Deus!

Ler 1651 vezes Última modificação em Segunda, 06 Abril 2015 14:47
Avalie este item
(8 votos)
Mais nesta categoria: Vocação à Família »

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Contato

Endereço:
Rua Joaquim Nabuco, 1008 - Brooklin - São Paulo-SP
Tel:
(11) 5044-3664
Site:
www.carmelitasmensageiras.org.br
Email:
contato@carmelitasmensageiras.org.br

Pedido de Oração